RODOVIA DO AÇAÍ ESTÁ ABANDONADA E COM PONTES EM RUÍNAS

O que deveria ser a Rodovia do Açaí (PA 407) está em situação lastimável e causando transtornos para os moradores da Vila de Maiauatá e prejudicando o escoamento dos produtos da região.

A Rodovia Estadual já foi alvo de diversas publicações no GM em nos mais diversos jornais da região. Já foi iniciado asfaltamento e reconstrução de pontes. O último deles mereceu o seguinte destaque, mas o sonho não se realizou:

asfalto-na-estrada-da-vila

É verdade que um trecho foi asfaltado, mas não foi o suficiente. E sequer foi feito com transparência, pois nenhuma placa ou publicação da licitação foi divulgada para o asfaltamento da Rodovia.

As pontes estão em situação crítica e causando risco aos que teimam passar no local por extrema necessidade. É o caso da ponte da Marombinha:

PONTE DA MAROMBINHA 03

PONTE DA MAROMBINHA 02

PONTE DA MAROMBINHA 01

A população cobra uma solução.

O governador recentemente inaugurou a Ponte sobre o Rio Igarapé-Miri que custou milhões de reais. Seria o caso de dar uma atenção especial para essa população sofrida.

A Prefeitura chegou a jogar carradas de aterro e fazer reparos em pontes em 2015.

Mas é um trabalho que não resiste ao tempo. É necessário dar uma solução mais duradoura antes que se inicie o inverno do final do ano.

Um movimento pela Rodovia do Açaí foi criado a algum tempo e depois perdeu a força. Seria o caso de incentivar uma ação que envolva toda a sociedade, sem partidarismos e em busca de um objetivo comum:

MOVIMENTO PELA RODOVIA DO AÇAI

A Vila de Maiauatá tem mais de 5 mil habitantes e uma economia que necessita de escoamento da produção, em especial do açaí.

Mas as carretas que levam nosso principal produto não podem simplesmente acabar com as rodovias e vicinais e não pagar qualquer taxa ou tributo. A taxa do açaí deve ser implementada para custear reformas de vicinais e manutenção de portos.

De outro lado, o governo do estado tributou a POLPA DO AÇAÍ em 12% conforme já anunciado pelo GM.

Ou seja, o Estado vai arrecadar mais dinheiro de ICMS com açaí (polpa para fora do estado). Uma parte deve retornar aos municípios que tem fábricas de polpa e que enviam seus produtos para fora do Pará.

TRIBUTO ICMS SOBRE POLPA DO AÇAI

Vejam o inteiro teor do decreto estadual que tributou o açaí e cupuaçu em polpa:

DECRETO ICMS SOBRE A POLPA DO AÇAÍ

Resta lutar pelo asfaltamento e construção de pontes de concreto na Rodovia do Açaí, um sonho ainda distante para os Mirienses….

Anúncios