GAZETA MIRENSE SAI DO AR, ATÉ QUE JUSTIÇA DECIDA AÇÃO DE PESADO

liberdade_de_expressacc83o

Os conselheiros do GM decidiram, por maioria, que o blog vai sair do ar, por tempo indeterminado.

Não existe qualquer decisão que obrigue o blog a parar, mas se entendeu por aguardar que a Justiça Eleitoral julgue em definitivo a ação movida por Toninho Pesado contra o GM.

Não queremos de volta a Lei da Mordaça ou a Censura em nosso país, muito menos na Terra do Açaí, que nos últimos anos vem convivendo com todo tipo de problemas, até mesmo a ação de grupo de extermínio.

É preciso ter coragem pra lutar e forças pra seguir.

Vamos esperar que os outros blogs em atividade possar levar informações de qualidade, críticas, polêmicas e debates, para que o processo democrático avance em nossa cidade.

Não seria bom a volta de panfletos ou a proliferação de fakes.

Os jornais escritos já se acabaram, até o mesmo o Jornal Miriense que lutou bravamente sucumbiu pela falta de patrocínio. O Tribuna Popular enfrenta os mesmos problemas.

Seja pela falta de financiamento, pelo medo, falta de coragem, a liberdade de expressão vem sendo calada…

Vamos esperar que outros bravos guerreiros apareçam na Terra do Acaí para garantir o direito de informação por todos os meios possíveis.

critica sobre a vida publica

 

COLIGAÇÕES SÃO DEFERIDAS E GRUPO DE TONINHO PESADO DIZ QUE JÁ GANHOU

briga de partidos

A campanha ainda está morna e sem graça na Terra do Açaí.

Talvez seja a falta de dinheiro ou pelo aperto de tantas regras criadas em tantas leis.

Mas nas redes sociais a turma se diverte e alguns já fazem “festa do já ganhou”.

A Justiça Eleitoral terminou de analisar o pedido de registro das coligações ontem e deferiu o registro das Coligações Majoritárias TRABALHO E UNIÃO (PTB / DEM / PMN / PMB / PV / PC do B / PT do B / PROS / PEN / PMDB) que tem como candidato TONINHO/ANTONIEL, também a FÉ E RENOVAÇÃO (PT / SD / PHS / PDT) que tem como candidato JUCELINO/ANTONIO e RENOVAÇÃO E TRABALHO POR IGARAPÉ-MIRI (PRB / PP / PSC / PSDC / PSB / PSDB / PSD) de JOCA/MARCELO.

E hoje divulgaram que Toninho Pesado já estava com registro deferido e com festa de já ganhou (?!)

Os registros dos candidatos ainda não foram julgados. Depois do prazo de impugnação eles passam pelo crivo do Promotor Eleitoral e depois é que são deferidos ou indeferidos.

Mas pelo que se vê as chapas de JUCELINO/ANTONIO e TONINHO/ANTONIEL não vão ter problemas para terem registros deferidos.

É que contra eles não ocorreu nenhuma impugnação, pelo menos essa a informação que se viu no site do TRE.

O problema de Pesado não decorre do registro de candidatura, mas de broncas ainda da eleição suplementar de 21015, caso ainda não decidido e nem se sabe quando vai ter decisão.

Problemas ou demora podem ter Joca Pantoja, que foi impugnado pela Coligação de Pesado com a alegação de que é analfabeto, pelo menos é isso que se divulga, já que nem um lado ou outro se manifestou oficialmente até agora. Se sabe que existe a impugnação.

É no mínimo estranha essa acusação contra Joca Pantoja. Ele já foi candidato outras vezes. Já foi vice-prefeito e pelo que se sabe é um bom comerciante, que atua no ramo faz muito tempo na Terra do Açaí e até em outros estados.

Seria bom que se divulgasse o que de fato tem por trás dessa impugnação da Turma do Pesado.

Outro que vai se defender é Marcelo Corrêa. Ele teria sido impugnado por ter contrato de prestação de serviços com a Câmara e não ter pedido licença para concorrer ao cargo de vice-prefeito da cidade. Mas também esses fatos não foram divulgados oficialmente. A Coligação Fé e Renovação é que teria feito o pedido depois que a Câmara se negou a informar sobre a existência de contratos dessa natureza no Poder Legislativo.

Enquanto uns dizem que já ganharam, a campanha vai aquecendo, mas devagar.

O último pleito foi de vitória apertada de Roberto Pina sobre Toninho Pesado e Joca Pantoja ficou logo atrás.

Não se acredita que esta seja fácil.

TONINHO PESADO E ANTONIEL

Dois grandes grupos disputam e dizem que estão na frente. Pesado com o apoio de muitos vereadores, ex-deputados, vice-prefeita Carmosinha, ex-vice Francisco Pantoja e muitos outros políticos é que diz estar disparado.

JOCA E MARCELO

O grupo de Joca tem a força do governo do estado, muitos políticos como Dilza e Ítalo Mácola, alguns vereadores e por ser o candidato de Jatene também alegam que vão chegar na frente.

JUCELINO E ANTONIO MARCOS

O time de Padre Jucelino é menor, tem poucos políticos, nenhum vereador. Tem o apoio do Prefeito Roberto Pina. Dizem que estão na disputa pra ganhar as eleições e andam pela cidade e interior.

Apenas um vai chegar lá. Não temos nenhuma mulher na disputa majoritária. Isso é lamentável, pois metade ou mais da população é feminina. No entanto, a participação política vem aumentando pouco, mesmo com a obrigação de manter cotas de candidaturas.

É bom lembrar a todos os times em campo que o “já ganhou” pode pregar peças feias nos que se dizem vitoriosos.

Basta lembrar da presidente Dilma que está na beira da cassação, após articulação de seu vice Michel Temer que antes a beijava e abraçava.

Ou de Pé de Boto que ganhou e depois se enrolou todo na Justiça e perdeu o cargo.

E até mesmo do ex-presidente Fernando Henrique que chegou a sentar na cadeira de prefeito de São Paulo e quando conferiram os votos o eleito foi Jânio Quadros.

VITÓRIA DOS PROFESSORES: ESTADO VAI TER QUE PAGAR PISO SALARIAL

pleno do tj

A decisão de ontem do Tribunal de Justiça do Estado vai alegrar muita gente. Em especial os professores da rede de ensino e seus familiares.

Eles vinham lutando na Justiça para receber o piso salarial nacional.

A lei não vinha sendo cumprida pelo Estado do Pará desde o início deste ano.

Equipe do governador Jatene e da SEDUC alegavam falta de dinheiro e outras coisas mais.

Não colou ! Pena que demorou tanto. E lamentável que não se sabe quando a decisão vai ser efetivamente cumprida.

Se não tinha dinheiro para pagar parcelado, será que o governo vai arrumar tudo pra pagar de uma vez os atrasados ?

Estes e outros questionamentos ainda virão.

Por enquanto, os professores e o SINTEPP comemoram a vitória.

Vejam a matéria divulgada no site do TJ/PA:

O Pleno do Tribunal de Justiça do Pará, em sessão realizada nesta quarta-feira, 24, determinou que o governo do Estado proceda o imediato pagamento do piso salarial nacional aos profissionais do Magistério público da educação básica do Pará. O pedido foi feito pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (SINTEPP), através de ação de mandado de segurança que está sob a relatoria da desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães. Conforme a decisão, o piso salarial a ser pago corresponde ao atualizado pelo Ministério da Educação para o ano de 2016, no valor de R$ 2.135,64, devendo ainda o pagamento ser calculado, proporcionalmente, com a jornada de trabalho exercida e os efeitos patrimoniais incidirem a partir da impetração da ação mandamental.

O SINTEPP argumentou na ação que o governador do Estado não paga o piso profissional nacional desde janeiro deste ano, violando, assim, a Lei Federal nº 11.738/2008, a qual instituiu o piso nacional para o magistério. Alegou ainda que, embora exista a obrigatoriedade de reajuste do valor, conforme estabelece o artigo 5º da referida lei, cujo índice de reajuste é divulgado anualmente pelo Ministério da Educação, o governo permanece pagando o valor do piso anterior, que era de R$ 1.917,78. O SINTEPP juntou aos autos cópias de contracheques de servidores.

O governo do Estado, contestando a ação, alegou a inexistência de direito, ressaltando a ruptura do equilíbrio federativo, bem como a falta de previsão orçamentária para o pagamento requerido pelos professores. No entanto, no entendimento da relatora, não há nenhuma ruptura do Pacto Federativo, “pelo contrário, o texto constitucional dispôs que a Lei federal estabeleceria o piso salarial e assim foi feito, não havendo configuração de qualquer violação ao Princípio da Legalidade”.

Destaca ainda a relatora que, “quanto à alegação de ausência de previsão orçamentária para fazer face ao pagamento pleiteado pelo impetrante, observa-se que o artigo 5º da Lei nº 11.738/2008 previu que a atualização do valor do piso ocorreria desde o mês de janeiro/2009, o que se conclui que a Administração Pública teve tempo suficiente para organizar-se diante desse impacto de natureza orçamentária, sendo inaceitável que após sete anos do início do prazo para cumprimento da referida norma, o Estado alegue a ausência de condições financeiras para tal implemento”.

PMDB TEM 6 VEREADORES COM IMPUGNAÇÃO: IRMÃO NENCA, KADHEK, LULA, ÂNGELA MAUÉS, MIKELI E PASTOR SIMÃO

Seis candidatos ao cargo de vereador em 2016 foram alvos de impugnação na Terra do Açaí.

Pelas informações colhidas o fato é o mesmo: todos eles teriam ido pro PMDB em 2016, mas as regras do estatuto do partido obrigavam que estivessem filiados desde outubro de 2015.

A Coligação Fé e Renovação pediu que seja negado o registro de candidatura de 6 candidatos do PMDB: IRMÃO NENCA, ÂNGELA MAUÉS, LULA, KADHEK, MIKELI E PASTOR SIMÃO.

Três desses já exercem mandato de vereador. Foram eleitos por outros partidos, mas pediram pra sair e foram para o PMDB em 2016.

angela maueslulairmao nenca

Os outros 3 estão tentando pela primeira vez chegar no Parlamento Miriense, que em 2017 terá 15 componentes.

kadhekpastor simaomikeli

Ainda não tem nada decidido. Somente após defesa e manifestação do promotor é que haverá decisão. E caberá recurso ao TRE e ao TSE.

Mas este caso promete fortes emoções. Em todo o Brasil, centenas ou milhares de impugnações foram feitas pelo mesmo motivo. E quase todas contra o PMDB, que teve alteração de seu Estatuto para diminuir prazo de filiação para 6 meses somente aprovada pelo TSE em 07 de junho deste ano.

 

 

 

VENDA DE MAPARÁ A 2 REAIS NÃO TINHA AUTORIZAÇÃO DA PREFEITURA E NEM LICENÇA

PEIXE A 2 REAIS 02

A venda de mapará hoje em um caminhão causou filas e certo rebu nas redes sociais.

Muita gente lembrou de como o Pé de Boto distribuía peixe ou frango pela cidade.

No entanto, mesmo que o caso não tenha ligação com a campanha eleitoral, um outro indício de irregularidade apareceu.

O blog pediu informações na Prefeitura, na vigilância sanitária e no complexo de feiras sobre a situação.

E se confirmou que o veículo que vendia mapará a preço baixo não tem autorização para venda ou qualquer licença sanitária, muito menos tem cadastro no complexo de feiras e mercados.

Ou seja, a venda é clandestina e não se sabe quanto de pescado foi vendido ou qual o dono do veículo. Mas tiraram foto da placa do caminhão.

O certo é que muita gente apareceu na Sesque pra pegar o peixe…

Se o Ministério Público vai apurar o caso ou a Vigilância Sanitária, também não se sabe.

PEIXE A 2 REAIS 03

TSE CASSA MAIS UM DEPUTADO POR COMPRA DE VOTOS COM REMÉDIOS

NÃO VENDA seu voto

O atendimento à saúde é um dos principais problemas no Brasil, mas mesmo assim, existem políticos que utilizam essa calamidade para comprar votos dos eleitores.

Parece que essa dificuldade ajuda a vender a facilidade.

E foi por esse motivo que ontem o Tribunal Superior Eleitoral cassou o mandato de um deputado, que antes exercia o cargo de vereador, mas distribuiu remédios e intermediava consultas em troca de votos dos eleitores.

Em Igarapé-Miri é bom que o Ministério Público fique atento para coibir o uso de hospitais, ambulatórios e clínicas na campanha eleitoral.

O ex-deputado Asdrubal Bentes perdeu o mandato com a acusação de mandar realizar laqueaduras em mulheres durante a campanha eleitoral. O STF determinou a perda do mandato e Asdrubal ainda teve que cumprir prisão domiciliar.

É importante denunciar casos de compra de votos. Exerça seu direito. Procure o Ministério Público ou use o sistema “pardal” da Justiça Eleitoral.

Nossa cidade será tão boa quanto o seu voto.

Vejam a decisão de ontem no TSE:

TSE cassa mandato de suplente de deputado estadual

que distribuiu remédios em troca de votos

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o diploma de Juliana Fant Alves, suplente de deputada estadual no Rio de Janeiro, e a tornou inelegível por oito anos pela prática de abuso de poder político e econômico nas Eleições 2014. Ela foi acusada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de valer-se do cargo de vereadora no Município de Duque de Caxias (RJ) para distribuir em seu comitê de campanha remédios e receituários, bem como intermediar consultas e exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em troca de votos.

Em seu voto, o relator, ministro Herman Benjamin, considerou os ilícitos praticados gravíssimos. “Constitui abuso de poder político e econômico a atuação de vereadores que, aproveitando-se de calamidade do sistema público de saúde, intermediam exames, cirurgias e entrega de remédios visando angariar votos para pleito futuro. É uma aberração que tal prática ainda ocorra no nosso país”, afirmou.

O ministro ainda ressaltou que o conjunto probatório descrito nos autos não deixa dúvidas de que a então candidata se apropriou de função do Estado para conseguir votos. “O comitê de campanha da recorrida funcionou como verdadeiro centro assistencialista para viabilizar benefícios ligados ao SUS, uma espécie de terceirização do Estado neste gabinete, a partir do uso de sua influência política como vereadora”, fundamentou.

O relator finalizou seu voto destacando que “quanto à gravidade dos fatos tem-se notória confusão entre público e privado diante do uso de cargo político para alavancar candidatura aproveitando-se a recorrida da calamidade do sistema de saúde para obter votos da população carente. Em conclusão, julgo procedente o recurso do MPE”.

A decisão foi unânime.

CAMINHÃO VENDE MAPARÁ A 2 REAIS. CAMPANHA ELEITORAL OU PROMOÇÃO ?

PEIXE A 2 REAIS

Em tempo de campanha eleitoral se suspeita de tudo, principalmente de bondades.

Hoje apareceu um caminhão com muito peixe e fazendo promoção.

Vendeu mapará a 2 reais o kilo. Mesmo na época da abertura da pesca o preço não baixou de 10 ou 8 reais.

Há quem duvide que seja realmente promoção. Acreditam que algum candidato está por trás disso. Tanto que já circulam fotos nas redes sociais e alguns questionamentos também.

Outros dizem que tá barato porque o peixe tá muito pitiú. Daí o dono resolveu despachar mais rápido.

Pelo sim pelo não, muita gente não quis perder a promoção…