JUSTIÇA DEFERE CANDIDATURA DE MARCELO CORRÊA E MANDA APURAR REPRESENTAÇÃO CRIMINAL CONTRA PESADO

deferido-rrc-marcelo

A poucos dias do pleito eleitoral parece que ainda tem muita água pra rolar embaixo da ponte até domingo.

Agora a tarde a Justiça deferiu o registro de candidatura de Marcelo Correa, depois de uma grande polêmica quanto a um contrato que ele tinha com a Câmara Municipal dirigida por Toninho Pesado, na função de contador.

Marcelo diz que tinha um contrato verbal com Pesado para exercer esse cargo, ganhando 7 mil por mês como contador. Mas que teria trabalhado até abril.

marcelo vice de tonhão

Mas quando a Justiça mandou Pesado fornecer os contratos apareceu um processo licitatório, sem contrato e com vários indícios de fraude.

Foi marcada uma audiência e cada um falou um coisa. Sendo que Marcelo admitiu que teria trabalhado até abril, mas recebido parcelas nos meses seguintes. A última em agosto. E não teria devolvido o dinheiro, ainda.

O Ministério Público pediu o indeferimento da candidatura, que poderia complicar Joca. A coligação Fé e Renovação pediu além do indeferimento, que fosse apurado os indícios de crime eleitoral praticados por Pesado apontando falsificação do processo licitatório.

A Justiça entendeu por deferir o registro e mandar os documentos para a Promotoria apurar se Pesado cometeu crime.

Cabe recurso, seja pela coligação Fé e Renovação como por parte do Ministério Público.

Mas a decisão tem um fator importante. Os votos de Joca vão aparecer na urna e poderão ser considerados válidos caso o TRE mantenha a sentença de hoje.

JOCA E MARCELO

A turma do Pequeno Grande Homem faz festa, pois essa situação do Marcelo tava dando dor de cabeça. Ainda é problema, mas já melhorou muito.

Já no caso de Pesado, a apuração criminal será mais uma a se somar a mais de duas dezenas de processos que ele já responde na Justiça, em especial ações de improbidade e a três inquéritos na Polícia Federal.

DR. PAULO SÉRGIO DECLARA APOIO A PADRE JUCELINO E ANTONIO MARCOS

O Dr. Paulo Sérgio de Almeida Corrêa remeteu uma carta com declaração de apoio ao Padre Jucelino e Antonio Marcos nesta campanha eleitoral Miriense.

Ele destaca 13 argumentos para votar no candidato.

Temos visto muitas declarações de apoio a diversos candidatos nas redes sociais. Importante a manifestação do eleitor e também necessário respeitar a opinião de cada um.

Vejam a carta:

carta-paulo-sergio

DIA 29 TEM DEBATE ENTRE OS CANDIDATOS A PREFEITO NA TERRA DO AÇAI

debate-eleitoral-miri-2016

Está tudo certo para o DEBATE entre os candidatos a prefeito de Igarapé-Miri.

Dia 29 eles vão estar frente a frente na Barraca de Sant’Ana a partir de 18 horas.

E deverão apresentar suas propostas aos eleitores e responder perguntas dos demais candidatos e de interesse da população.

Em debates para a presidência temos visto o sorteio de perguntas entre a plateia que acompanha o debate. Quem sabe um dia veremos debates de alto nível na Terra do Açaí.

Tomara que tenha transmissão pela internet para que mais pessoas possam acompanhar.

O debate eleitoral é um momento importante da campanha. Em Belém vários já foram feitos e são difundidos nas redes sociais e nos horários de TV.

Ajuda o eleitor a escolher com mais clareza seu candidato.

Boa sorte aos candidatos e a todos os que patrocinam este evento.

PESQUISA DA EMPRESA OBJETIVA É DIVULGADA PELO DONO DA EMPRESA QUE PAGOU 3 MIL REAIS.

Hoje saiu a decisão da Justiça da Justiça Eleitoral negando a suspensão da divulgação da Pesquisa Eleitoral registrada pela Empresa OBJETIVA.

Entendeu que não havia provas concretas de irregularidade e que os bairros onde foram feitas as pesquisas poderiam ser informados depois. Vejam a decisão:

negativa-liminar-objetiva-02

negativa-liminar-objetiva

E logo cedo, bem antes da decisão judicial, já estava nas redes sociais a pesquisa, divulgada pelo dono da empresa contratante (BEAMA EMPRESA DE NAVEGAÇÃO), Sr. Orivaldo Correa e por Toninho Pesado:

divulgacao-toninho-pesquisa-objetiva

Como foi a empresa que pagou 3 mil reais pela pesquisa, ela tem é claro, o direito de divulgá-la. O resultado também foi encontrado num blog diariomiriense, mas esse blog é anônimo. No entanto tem até uma charge bem produzida:

objetiva-no-diario-miriense

Qual o motivo de uma pesquisa registrada ser publicada num blog anônimo ?

Mas onde está o resultado oficial ?

O GM procurou um site da OBJETIVA. Não achou.

Um blog da mesma empresa ou de seu proprietário, e nada…No google o local onde funcionaria a referida empresa aparece um armarinho:

objetiva

A única notícia encontrada foi no blog da Franssinete Florenzano sobre uma pesquisa feita em Belém:

pesquisa-objetiva-para-belem

Parece que a montanha pariu um rato. Quando foi registrada no TRE-PA, a pesquisa sobre as eleições municipais 2016 em Belém do Pará da Objetiva Pesquisa Treinamento e Consultoria Ltda. – EPP deu o maior bafafá nas redes sociais. Protocolada sob o nº PA-03184/2016, contratada por RAV Construções e Serviços Ltda. – EPP, tomou ares de escândalo por ser um instituto desconhecido e supostamente de uma parente do candidato a vice do prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro. Especulou-se que seria dirigida em benefício do tucano Zenaldo Coutinho, recandidato a prefeito de Belém.O resultado, porém, que ainda nem foi publicado na página do TSE, mostra Zenaldo em terceiro lugar, mais abaixo do que as pesquisas de outros institutos. Vejam aí em cima e confiram depois no site do TSE, aqui.

Após a divulgação da pesquisa OBJETIVA, dando larga vantagem para Toninho Pesado, apareceram outras, dando também larga diferença em favor de Joca Pantoja.

E aí já viu. As redes sociais bombaram com frases de já ganhou ou de críticas a uma pesquisa ou outra, ou mesmo a ambas.

Vamos aguardar que apareça esse resultado de modo oficial para poder ser divulgado no GM com todos os detalhes e deixar ao leitor a análise dos dados.

Na última eleição a diferença de votos foi muito pequena, menos de 600 votos, na disputa entre 4 candidatos. O que deu menos de 2% de diferença no resultado final da Justiça Eleitoral:

resultado-eleicao-2015

Uma pesquisa pode influenciar indecisos que dizem que não querem perder o voto.

Mas esta eleição tem um diferencial. Um candidato (Toninho Pesado) vai concorrer condenado pela Justiça Eleitoral em uma ação de investigação eleitoral que lhe apenou com 8 anos de inelegibilidade.

E outro (Joca Pantoja) está dependendo do situação de Marcelo Correa para poder concorrer. Se cair um, cai o outro também, pois a chapa tem que ser completa, com prefeito e vice e já passou o tempo de troca.

Não existe mais tempo dos casos de Pesado e Joca serem decididos no Tribunal Regional Eleitoral antes das eleições. O caso de Marcelo ainda nem foi sentenciado. E falta menos de uma semana para a eleição. Tudo ficará para depois do dia do voto.

Situação que é importante que o eleitor saiba, para que depois não alegue que não tinha conhecimento.

O PESO DA LEI: POR QUE PESADO FOI CONDENADO PELA JUSTIÇA ?

O mês de setembro tem sido um mês de grandes surpresas na vida política Miriense.

Foi justamente no mês de setembro de 2014 que aconteceu a OPERAÇÃO FALSO PATUÁ, quando o ex-prefeito Pé de Boto foi preso, em pleno exercício de mandato, coisa que até então nunca tinha ocorrido na Terra do Açaí e divulgada em poucos casos no Brasil.

O fato ocorreu no dia 16 de setembro daquele ano. Mas em 2016 se repetiu um fato que pode mudar os rumos desta campanha de Toninho Pesado.

A Justiça Eleitoral sentenciou no dia 20 de setembro o Sr. RONÉLIO ANTÔNIO RODRIGUES QUARESMA a ficar inelegível por 8 anos. Mas por que isso aconteceu e quais as consequências ?

Esses e outros questionamentos viraram o tema da semana passada em Igarapé-Miri. Muitas dúvidas e poucas respostas.

Do lado da campanha de Pesado, dizem que não tem problema nenhum. Admitem a condenação, mas que ela não teria nenhum efeito prático, pois a candidatura já está deferida. E soltaram nota nesse sentido:

nota-pesado

Mas parece que nota não teria sido suficiente e a campanha de Pesado está distribuindo milhares de cópias de uma certidão dizendo que ele é candidato, colada a um santinho do candidato:

certidao-pesado

E agora. Será que a sentença do juiz não vale ? Será que Pesado está inelegível ? Será que seus votos vão valer ?

Nem todas essas respostas podem ser dadas, pelo menos por enquanto, pois o caso está na esfera judicial e não se sabe o que pode ocorrer depois das eleições. Basta lembrar que Pé de Boto demorou quase dois anos para sair do cargo. Que Mário Leão concorreu e seus votos foram invalidados. Que o hoje vereador Lula foi impugnado e só conseguiu registro de candidatura nas vésperas das eleições de 2004.

Mas a sentença judicial existe sim. Hoje Toninho Pesado está inelegível por força dessa sentença, as consequência disso só o tempo dirá. E por que motivo ele foi condenado ?

Primeiro por conta de uma ação judicial que foi movida pela Coligação Majoritária Igarapé-Miri no Rumo Certo em 2015. Nessa coligação estavam os seguintes partidos: PT / PV / PC DO B / PROS. Ou seja, quem pediu foram os partidos dos quais faziam parte PINA, CARMOSINA, NEY PANTOJA, PRETO, NATAN, CARECA e muitos outros.

Nem é preciso lembrar que até Francisco Pantoja, que era do PMDB na época também apoiou essa Coligação, abandonando Pesado.

Hoje, por coincidência ou destino, vários desses que pediram a condenação de Pesado são seus aliados. Amigos da onça ou não, essas mudanças de lado são até comuns na política e poucos ligam pra isso. Mas é certo que Carmosina, Preto, Natan, Careca também fizeram parte da Coligação Igarapé Miri no Rumo Certo em 2015 e venceram as eleições, sendo que vários deles foram Secretários nesta última gestão Pina até pedirem para sair e disputarem as eleições.
aije-0001-1

E qual o motivo da condenação a ficar inelegível por 8 anos, de 2015 a 2023 ?

A acusação da Coligação é de que ocorreu abuso de poder político e conduta vedada por diversos motivos. O Ministério Público concordou com a acusação e pediu a condenação. Mas o juiz considerou que duas das acusações eram graves e configuraram ilícitos eleitorais.

Destacamos esses dois pontos:

A PROPAGANDA INSTITUCIONAL IRREGULAR – O uso de propagandas institucional paga com dinheiro público em favor da candidatura do Toninho Pesado e Marcelo Correa nas eleições de 2015.

Vejam o que concluiu a Justiça:

aije-0014aije-0015

aije-0016aije-0017

aije-0018

 

 

aije-0019

CONTRATAÇÃO DE 700 SERVIDORES TEMPORÁRIOS – A conclusão da Justiça é que ocorreu grave abuso nessas contratações, feitas sem qualquer critério e com várias dispensas de outros temporários sem explicações.

O uso eleitoral da Prefeitura para a campanha eleitoral é proibido. E o número de contratações se mostrou muito elevado. Vejam a conclusão essa parte da sentença:

aije-0020aije-0021

aije-0022

aoje-0023

aije-0024

A consequência dessa decisão é a inelegibilidade, mas vai valer a partir de quando ?

aije-0028

Vale a partir de 2015. Do ano passado e por até 8 anos. Ele não foi condenado a perder o mandato pelo fato de ter não ter sido eleito. Não recebeu multa pelo fato de ter outra ação que vai decidir qual o valor da multa para ele e para TELLYSON, JOSÉ ROBERTO E CARLÃO, que eram os secretários de saúde, assistência e educação naquela época.

Mas essa decisão é definitiva ? Não.

Toda pessoa condenada tem direito de recorrer. E se conseguir reverter essa situação pode ficar inocentado pela mesma Justiça. Se não conseguir, permanece condenado.

Mas outras dúvidas ninguém pode explicar, pelo menos até que se saiba qual será o desfecho de tudo isso, e só o futuro vai dizer.

Estamos na última semana da campanha eleitoral de 2015. E ainda existem outras dúvidas do eleitor, especialmente sobre o registro de candidatura de Marcelo Correa, que até agora não foi julgado. Talvez ainda hoje saia essa decisão.

Nas eleições de 2016 o seu voto é a sua voz…

COLIGAÇÃO IMPUGNA PESQUISA PAGA POR EMPRESÁRIO QUE APOIA TONINHO PESADO

img19

impugnacao-pesquisa

A Coligação Fé e Renovação impugnou o registro de pesquisa registrada pela empresa OBJETIVA PESQUISA CONSULTORIA E TREINAMENTO LTDA – EPP e paga pela empresa BEAMA TRANSPORTE E NAVEGAÇÃO.

Alega a Coligação que o valor de 3 mil reais não seria suficiente para pagar uma pesquisa que iria coletar 593 entrevistas na área urbana e rural. Diz ainda que não foram indicados os bairros e vilas onde a pesquisa teria sido feita e muito menos critérios de ponderação.

A impugnação alerta também que a legislação este ano proíbe que empresas possam fazer doações a candidatos, mesmo que seja pesquisa.

A empresa é de propriedade do empresário ORIVALDO CORRÊA, que apóia Toninho Pesado nas eleições, o que é um direito dele. Mas a Coligação questiona que somente após a eleição é que a OBJETIVA será obrigada a entregar os relatórios da pesquisa na Justiça Eleitoral.

Nestas eleições as empresas de pesquisa são obrigadas a informar quem paga a pesquisa, qual o valor e apresentar a nota fiscal do pagamento. A OBJETIVA registrou a pesquisa dia 21 e  no mesmo dia teria sido feito o pagamento (21:40 hs)

A empresa OBJETIVA foi criada ano passado e é a primeira vez que faz pesquisa em Igarapé-Miri e no local indicado como endereço aparece no google um armarinho:

objetiva

O caso está em análise pela Justiça.

Este ano tivemos 3 pesquisas registradas e até agora nenhuma foi divulgada oficialmente, mas notícias de pesquisas falsas circulam em zaps e redes sociais.img25

 

CONDENAÇÃO DE TONINHO PESADO É NOTÍCIA NA IMPRENSA ESTADUAL

A decisão judicial na AIJE 2222 que condenou o Sr. Ronélio Antonio Rodrigues Quaresma foi divulgada hoje em diversos meios de comunicação da Terra do Açaí e do Estado, seja em rádios, jornais e blogs.

O Jornal O LIBERAL assim destacou:

liberal-noticia-pesado

O blog da Franssinete Florenzano fez a seguinte matéria:

Juiz declara inelegível candidato do PMDB em Igarapé Miri

O juiz Gabriel Pinós Sturtz, da 6ª Zona Eleitoral de Igarapé Miri, declarou inelegível o candidato a prefeito Ronélio Antonio Rodrigues Quaresma, o Toninho Pesado(PMDB), em Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder econômico e prática de condutas vedadas, nas eleições suplementares de 2015. Consta que fazia propaganda eleitoral pelas redes sociais utilizando perfis oficiais da Prefeitura, que contratou e dispensou servidores após 29.04.2015, que se valia de sua condição de prefeito para que servidores trabalhassem em sua campanha, além de uso de transporte escolar e da banda municipal em seu proveito eleitoral. Da decisão cabe recurso ao TRE-PA e TSE.

Interessante que a notícia se espalhou rapidamente. E o Jornal O LIBERAL destaca o fato do candidato ser do PMDB, talvez pela rivalidade com o Diário do Pará, que pertence também a Jáder Barbalho.