FÉ E EXPRESSÃO CULTURAL MARCAM INÍCIO DA FESTA DE SANT’ANA EM IGARAPÉ-MIRI

20106463_1192949280809066_7561154185917821379_n

(Romeiros caminharam seguindo a berlinda que conduziu a imagem)

Aconteceu ontem (16/07) mais uma edição do Círio de Sant’Ana em Igarapé-Miri, microrregião do Baixo Tocantins/PA. O círio marca o início da Festividade de número 303. Umas das mais importantes do Pará.

O primeiro dia da Festa de Sant’Ana foi marcado momentos de expressão da diversidade cultural na terra de açaí.

A programação começou com a alvorada acompanhada do  já tradicional “café com Sant’Ana” que levou centenas de mirienses ao largo de Sant’Ana, logo pela madrugada.

Uma das atrações da alvorada foi o Grupo de Expressão Cultural Massarimbó que com a musicalidade de raiz contagiou a todos os presentes. Outra atração da alvorada foi o grupo “Vida Ativa” conduzido pela tia Vavá. Além da Banda de Sant’Ana que já é elemento fundamental na Festividade.

20228952_1192950290808965_8738250312280432847_n.jpg

(Dançarinas do grupo Massarimbó)

download

(Banda de Sant’Ana, um dos elementos importantes da Festividade)

Após a alvorada uma missa foi celebrada para o público católico. Logo seguida , a procissão saiu da comunidade São Benedito, Centro Comercial de Igarapé-Miri e percorreu várias ruas da cidade, chegando por volta de 11 horas da manhã na Igreja de Sant’Ana.

20031919_444831049223866_6922962807243597090_n

(Fiéis da Igreja evangélica CEIA deram exemplo de humanidade ao distribuir água para os romeiros)

À noite várias atividades culturais animaram a programação social que foi coordenada pelas mulheres católicas do município.

A atração denominada “Sant’Ana musical” garantiu animação do público no largo de Sant’Ana ao som da banda JAC e Juventude Marial.

No próximo domingo 23/07 acontece Círio Fluvial com saída da Vila Maiauatá até a sede do município.

Este ano a Festividade de Sant’Ana tem como tema “Na festa de Santana celebramos os 20 anos de fé partilha na Diocese de Cametá”.

A festividade de Sant’Ana de Igarapé-Miri segue até o dia 26 de julho, quando acontecerá a missa de encerramento.

TCM REJEITA CONTAS DE FUXICO E DILZA. E ADIA JULGAMENTO DE PINA E DA MULHER DE PÉ DE BOTO

tcm pa

O TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) vem adotando mudanças nos últimos anos visando ser mais rápido no julgamento de contas de gestores públicos.

Mas o resultado ainda é lento, no entanto, tudo pode mudar com o envio eletrônico das contas das prefeituras e câmaras municipais.

As contas do ex-prefeitos Miguel Pantoja e Mário Leão (já falecidos) demoraram décadas por lá.

Mas o recurso da ex-prefeita Dilza Pantoja referente ao exercício de ano de 2005 foi julgado. Essa conta já havia sido reprovada, mas a ex-prefeita tentou reduzir as penalidades. Não adiantou, as contas desse ano foram REPROVADAS. E o TCM aplicou multas e vai encaminhar ao Ministério Público para que analise as irregularidades. Vejam o voto do Conselheiro Antônio José Guimarães:

contas dilza 2005

O GM também disponibiliza o voto do Conselheiro Substituto José Alexandre da Cunha Pessoa que foi acolhido para a rejeição das contas de Dilza Pantoja relativa ao ano de 2007, também com aplicações de multas e recomendação ao Ministério Público:

voto_12775_23_06_2017-08_36 DILZA 2007

O ex-vereador Fuxico também teve contas DESAPROVADAS referente à sua gestão na Câmara Municipal no ano de 2013.

Vejam o voto que foi acolhido por unanimidade no TCM em que era relator o do Conselheiro Sérgio Leão:

voto_12604_23_06_2017-13_11 CONTAS FUXICO 2013

As contas do ex-prefeito Roberto Pina relativas ao FUNDEB ano 2011 e da ex-secretária de assistência Elisia dos Santos da Costa do ano de 2013 (esposa de Pé de Boto) chegaram a entrar em pauta. Mas os conselheiros Cézar Colares e Sérgio Leão decidiram adiar os julgamentos.

Devem retornar para a pauta brevemente e em ambos os casos o parecer técnico é pela DESAPROVAÇÃO das contas desses anos, com aplicação de penalidades.

O TCM ainda pode mudar o julgamento após essas condenações, pois sempre cabe recurso. E caso ocorra os ex-gestores e apareçam com documentos ou justificativas para mudar a condenação, os recursos podem livrar das penalidades ou reduzir multas.

Boa parte dos eleitores não liga muito para esses julgamentos e nem para as denúncias e condenações de políticos.

Mas seria bom que isso mude. É na prestação de contas que se vê como o dinheiro público foi empregado.

E pior, mesmo quando ocorre condenação, quase nunca é devolvido…

VAI TER DEMISSÃO DE TEMPORÁRIOS EM IGARAPÉ-MIRI ?

demissao voluntaria

A fofoca anda rolando solta em algumas rodas de políticos da Terra do Açaí: centenas de temporários poderão ser demitidos.

Um vereador que pede para não ser citado, diz que escutou do Prefeito Pesado que existe uma lista de demitidos prestes a sair do forno. E seria de mais de 400.

Os motivos ele não soube explicar direito, se seria falta de dinheiro para pagamento, já que alguns reclamam de atrasos de até 2 meses. Ou se seria pelo excesso de contratações. Também não diz de que secretarias poderiam sair tais servidores.

No portal da Prefeitura não se viu nas gestões anteriores e nem se vê até agora folha de pagamento, mesmo estando em vigor a Lei da Transparência e orientações do TCM.

O Sintepp diz que na SEMED também nega publicidade, tanto que apelou ao Promotor.

Assim, o cidadão fica sem saber quem é funcionário da prefeitura ou quantos são.

Tomara que o boato não seja verdadeiro, que sejam apenas dor de cotovelo dos que não conseguiram uma vaga.

Em tempos de crise em todo o país, que se estende por 3 anos, parece até não ter data para acabar, com tantos escândalos e trocas de gestores. E quem vem pagando o pato são os trabalhadores.

O nível de desemprego continua elevado. O mês de julho se aproxima e o Miriense já pensa na Festa de Sant’Ana. Mas liso fica difícil…

demissões

TRE APLICA APENAS MULTAS A PESADO E CASO PODE FAVORECER ZENALDO

zenaldopesado e antoniel

O julgamento do recurso de Toninho Peso Pesado contra a decisão que o condenou a ficar inelegível por 8 anos a partir das eleições suplementares de 2015 foi finalizado na semana passada, mas a decisão ainda não foi publicada.

Ao que tudo indica, o TRE apenas aplicou multa a Pesado e alguns de seus secretários da época. Multa de 5 mil reais para cada um, seria a penalidade.

O caso pode ser um bom precedente para salvar o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, que deve ter um de seus casos julgados amanhã no TRE e por fatos bem semelhantes: uso de propaganda institucional em redes sociais em favor de candidatura.

Zenaldo também foi acusado de contratações irregulares na época da campanha do ano passado, em caso ainda pendente de julgamento no TRE.

O GM já havia destacado algumas coincidências nos dois casos, resta saber se terão o mesmo destino. Vejam a matéria:

https://gazetamiriense.wordpress.com/2016/08/14/contratacao-irregular-pode-derrubar-zenaldo-e-toninho-pesado/

 

MP PEDE QUE TRIBUNAL MANDE PRENDER PÉ DE BOTO

BOTO...NENCA E RUFINO

Desde o final de 2016 o ex-prefeito Pé de Boto teve sua prisão preventiva revogada, mas o juiz de Igarapé-Miri o liberou com o uso de tornozeleira eletrônica.

No entanto a Promotoria de Justiça recorreu dessa decisão, mas o juiz negou o pedido. Vejam a decisão:

DECISAO LIVRA BOTO 7

Agora o MP e quer que o Tribunal de Justiça do Estado decida se ele voltará a ter a prisão decretada ou não.

O caso está nas mãos da Primeira Turma de Direito Penal, ainda sem prazo para decisão do recurso da Promotoria.

AS “CORTESIAS” DO VEREADOR NO SHOW DO PABLO: ESTOU INDO EMBORA

Muita polêmica nas redes sociais nesta semana.

Tudo por conta da divulgação de áudios de um empresário que acusou o vereador Valdir Jr de pedir muitas cortesias para o show do PABLO ocorrido no Centro Cultural. E diz que foi ameaçado em caso de recusa, onde seria acionado o Conselho Tutelar para acabar com a festa.

Não se sabe se os conselheiros tem algo a ver com isso. Mas foram citados no tal áudio.

Esses dois áudios rolam soltos nos zaps da vida.

E o Vereador Valdir Jr publicou nota divulgado sua versão para os fatos:

NOTA VALDIR JR CASO PABLO

O caso revelou que era comum vereadores e “autoridades” ficarem com as tais “cortesias de entrada em festas do Centro Cultural”. E dizem que isso era normal, não se sabe se legal.

São 15 vereadores, se cada um pedir 90 ou 50 cortesias é melhor fazer a festa lá na Câmara Municipal.

Essas festas particulares sempre deram dor de cabeça aos vizinhos, que denunciaram ao MP o barulho excessivo. Tanto que foi recomendado o fim dessas festas.

MP RECOMENDA FIM DE FESTA

Segundo o empresário, ele iria parar de fazer festas em Igarapé-Miri, por não aguentar mais tanta “extorsão”.

E como diria Pablo: “Já estou indo embora, a mala já está lá fora…vou te deixar”

MP ENTRA COM AÇÃO CONTRA PESADO E CARLÃO POR DESCASO NO TRANSPORTE ESCOLAR

ACP TRANSPORTE ESCOLAR MIRI

A primeira Ação Civil Pública contra a gestão Pesado foi protocolada nesta semana.

Segundo a Promotoria de Justiça, o (des) governo PESADO tem descaso com o transporte escolar e coloca em risco as vidas dos alunos.

O GM já divulgou denúncias de falta de transporte escolar e de pagamento dos barqueiros. Agora também se noticia que o esse transporte é feito sem condições mínimas de seguranças.

A Promotor de Justiça teria pedido informações da SEMED e nada. Aliás, não responder a pedidos do SINTEPP e dos vereadores virou regra da atual gestão. Fazem pouco caso até da Justiça, quanto mais dos outros.

O caso é de polícia, tanto que duas embarcações foram apreendidas.

E dizem que “estão cuidando de ti”….imaginem….

Vejam a notícia sobre o caso:

ACP TRANSPORTE ESCOLAR MIRI 02

MPPA AJUIZA AÇÃO PARA REGULARIZAÇÃO DO TRANSPORTE FLUVIAL

A precariedade do transporte fluvial escolar da cidade de Igarapé-Miri levou o Ministério Público do Estado a ajuizar, nesta 5ª feira (22), uma Ação Civil Pública contra o município a fim de que o mesmo regularize os meios de locomoção utilizados por crianças e adolescentes da zona rural. 

A ação é do promotor de justiça Daniel Menezes Barros, que no último dia 13 de junho vistoriou as embarcações e constatou a péssima qualidade do transporte utilizado pelos estudantes da rede municipal de ensino que vivem em áreas ribeirinhas. As embarcações fiscalizadas não estavam de acordo com as normativas legais e não preenchiam requisitos básicos de segurança, colocando em risco os usuários desse tipo de transporte. As embarcações fiscalizadas não tinham coletes salva-vidas, extintores de incêndio e pilotos habilitados. Por conta das irregularidades, os barqueiros foram autuados na delegacia local pela prática do crime. Duas embarcações foram apreendidas.

O promotor também entrou em contato com o secretário de educação do município para relatar os problemas e pedir providências. Daniel Barros solicitou ainda à Capitania dos Portos uma vistoria às embarcações de Igarapé-Miri, sobretudo as que realizam transporte escolar.

O Ministério Público também recomendou aos empresários que, no prazo de 24h, o serviço de transporte fosse regularizado e solicitou ao prefeito municipal e ao secretário de educação a relação das embarcações regularizadas que realizam transporte escolar no município, ou seja, com os devidos comprovantes de habilitação dos condutores e equipamentos de segurança obrigatórios. Porém, nenhum documento comprobatório foi encaminhado para a promotoria de Justiça.

Na ação civil pública, o Ministério Público determina ao prefeito municipal e ao secretário de educação que forneçam, de imediato, transporte fluvial adequado e que cumpram todos os requisitos de segurança exigidos na legislação pertinente, fixando-se multa diária e pessoal para cada réu no valor de cinco mil reais em caso de descumprimento da ordem judicial. De acordo com o promotor “existe verdadeiro descaso por parte da administração pública com a vida e a integridade das crianças e adolescentes, que estão tendo suas vidas expostas a risco diariamente”, destacou Daniel Barros na ação.

Texto: Ana Paula Lins (graduanda de Jornalismo)Revisão: Mônica Maia