POLÍCIA RECUPERA VEÍCULOS ROUBADOS E OAB PUBLICA NOTA DE SOLIDARIEDADE A ADVOGADO MIRIENSE

CAMINHAO E CATERPILAR APREENDIDOS MIRI 02

Ontem a Polícia Civil fez a apreensão de um caminhão, um reboque e uma pá carregadeira modelo caterpillar em Igarapé-Miri. Esses veículos eram fruto de roubo ocorrido no Município de Bom Jesus do Tocantins no dia 30 de Maio.

A PRISÃO E APREENSÃO DOS VEÍCULOS

Segundo consta em Inquérito instaurado pelo Delegado Clós de Igarapé-Miri e Washington Santos Oliveira de Tucuruí, os assaltantes renderam o motorista que conduzia tais veículos na estrada que liga Marabá a Bom Jesus do Tocantis. E fugiram rumo a Tailândia e de lá chegaram até Igarapé-Miri, mas precisamente na Vila do Icatu, onde funcionaria uma extração clandestina de seixo que pertenceria a Ricardo Ribeiro.

A máquina quando passou a ser utilizada acionou um sensor que foi essencial para sua localização via satélite, possibilitando que a empresa TRANSLOC (proprietária dos bens) avisasse a polícia.

A diligência foi feita até o local e RICARDO logo explicou que havia alugado a máquina por 15 mil reais de JOSÉ CARLOS PEREIRA GOMES, que por sua vez estava ao lado e alegou ter adquirido o bem de um terceiro e que este teria arrematado a pá carregadeira em um leilão de uma prefeitura de Alagoas.

Todos foram conduzidos para a delegacia, sendo que no caminho encontraram RODRIGO LIMA que seria cunhado de RICARDO e teria guardado o Caminhão que também era objeto do mesmo roubo, a pedido de José Carlos. E polícia descobriu que no local funcionava uma desmanche de veículos sem autorização, mas havia também diversos documentos dos veículos.

A polícia apreendeu além dos veículos roubados outros bens e valores encontrados com José Carlos:

apreensao de bens

A polícia enquadrou todos os envolvidos pela receptação dos bens e outros delitos, sendo que hoje a Justiça homologou o procedimento policial, mas concedeu a liberdade a RICARDO E RODRIGO mediante o pagamento de fiança de 25 salários mínimos para o primeiro e 15 para o segundo. Não se sabe sobre a situação de José Carlos. Mas esse processo e as investigações ainda devem continuar, pois a Polícia quer descobrir os autores do roubo e das falsificações que fizeram esses veículos chegarem até nossa cidade.

A polícia também investiga se Igarapé-Miri está na rota da receptação de veículos roubados ou se este foi um caso isolado. O custo desses bens pode alcançar mais de 500 mil reais e a adulteração e falsificação dos documentos dos veículos foi feita por profissionais.

A ACUSAÇÃO DE VIOLAÇÃO DAS PRERROGATIVAS DO DR. MAX  PINHEIRO E A VERSÃO DO DELEGADO ALEXANDRE CLÓS.

O que mais ganhou destaque neste caso foi o que ocorreu após a detenção dos acusados e remoção dos bens para a delegacia. Mesmo que a polícia esteja de parabéns pela atuação.

Ricardo e Rodrigo são pessoas distintas e bem conhecidas na cidade e sem passagens policiais. O caso assustou parentes e amigos, que correram para Delegacia de Polícia da Terra do Açaí.

Segundo o Delegado Alexandre Clós informou ao GM houve até briga durante essa aglomeração e a unidade policial não suportaria todos no mesmo ambiente. E ele teria fechado a porta para reunir sua equipe para adoção dos procedimentos do flagrante. E quando começou a reunir com os policias que também eram de Tucuruí teria chegado ao local o Dr. Max e que pela recusa de aguardar foi conduzido sua saída até o início dos termos de oitivas dos acusados, com o repúdio dos que estavam no local.

Essa saída foi filmada por muitos que se aglomeravam na porta da delegacia e vários vídeos viralizaram na internet, e com notas de que o advogado foi impedido de entrar na delegacia e se comunicar com seus clientes.

E o fato foi comunicado para a OAB/PA que hoje publicou NOTA DE SOLIDARIEDADE ao Dr. Max Pinheiro:

NOTA SOLIDARIEDADE OAB MAX

CAMINHAO E CATERPILAR APREENDIDOS MIRI

O caso é lamentável. Primeiro pelo roubo ocorrido. Segundo por terem vindo parar nestas terras. Terceiro por pessoas terem alugado ou guardado, mesmo por engano, esses veículos roubados, tendo agora que enfrentar procedimento judicial e certamente que grandes constrangimentos e prejuízos.

Tomara que Igarapé-Miri não seja de fato rota de vendas ou desmanches de veículos objeto de furto ou roubo. E que esse fato possa pelo menos servir de alerta para aqueles que compram ou alugam veículos redobrarem cuidados.

E o caso entre o Dr. Max e o Delegado Alexandre Clós deverá ser avaliado pela OAB e pela Corregedoria de Polícia.

O advogado tem direito de exercer sua profissão com plena liberdade e respeitadas suas prerrogativas. Apesar das versões divergentes, é certo que nem delegado, juiz ou promotor tem hierarquia superior e todos devem se tratar com respeito e urbanidade.

E tomara que esse fato faça a Polícia Civil adotar providências para construir ou separar em TODAS as delegacias do Estado do Pará um local para que o advogado possa manter contato com seus clientes de forma digna, como manda a lei.

Em Igarapé-Miri, como em quase todas as delegacias o advogado não atende seus clientes de forma reservada, muitas vezes em pé e nos corredores. Não se tem como manter sigilo ou garantias dos presos ou prerrogativas dos defensores nessas condições. Muitas vezes nem mesmo os presos são liberados da carceragem para o atendimento jurídico, seja por falta de policias ou agentes penitenciários ou qualquer outra desculpa ou falha do sistema.

A OAB/PA vem cobrando providências dos órgãos do Estado por melhorias nas Delegacias e Fóruns, mas nem sempre as respostas tem rapidez e o custo é pago pelos cidadãos de um jeito ou de outro.

veiculo recuperado

Os veículos recuperados já foram entregues aos proprietários e os outros que foram apreendidos estão à disposição da Justiça.

Anúncios

Um comentário sobre “POLÍCIA RECUPERA VEÍCULOS ROUBADOS E OAB PUBLICA NOTA DE SOLIDARIEDADE A ADVOGADO MIRIENSE

  1. bagulheiro tem que ir em cana e a OAB não pode dar piti só porque um de seus ficou minutos sem ver os seus cliêntes bagulheiros

Os comentários estão desativados.

Support

WordPress.com Support

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

%d blogueiros gostam disto: