VIOLÊNCIA VOLTA A COLOCAR IGARAPÉ-MIRI NA MÍDIA ESTADUAL

foto jacy santos

Não é de hoje que o problema da insegurança tem assustado moradores do município de Igarapé-Miri. E essa situação vem se complicando cada vez mais. Embora durante o período eleitoral diverso candidatos tenham construídos belos discursos para resolver o problema percebe-se que o questão está muito longe de ser resolvida. Esta semana mais um vez o município esteve na grande mídia com a seguinte manchete:

“População do município de Igarapé-Miri interdita PA-150

O protesto é pela falta de segurança na cidade. Ontem (09) menino de 11 anos foi vítima de bala perdida.

Cerca de 300 pessoas participam do protesto que iniciou na manhã de hoje, na PA-150, próximo ao quartel da polícia militar. Eles fecharam a rodovia com galhos de árvores e atearam fogo. O motivo é pela falta de segurança na cidade, pouco policiamento efetivo, falta de ronda, assaltos e saqueamentos todos os dias em casas e estabelecimentos.

Ontem (09), por volta das 10 horas da manhã, Billy Maykon Medeiros Lobato, 11 anos, foi vítima de bala perdida entre assaltantes. O menino foi encaminhado em estado grave para um hospital de Belém. Na semana passada uma criança de 2 anos também foi vítima de baleamento. Tiro foi disparado durante briga de grupos rivais. Segundo a polícia, o caso já está sendo investigado.

População afirma que manifestação irá continuar até a chegada dos orgãos competentes e a solução para a situação.”( Redação ORM News Em 10 DE MARÇO, 2017 – 10H34).

De acordo com o presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública  (CONSEG), uma das esperanças de enfrentamento ao problema estaria na implantação do GGIM (orgão municipal que deverá unir forças com atuação nos bairros do município).

Pelo que se sabe diversos promessas já foram feitas pelo governo do Estado diminuir a insegurança no município. Mas quase todos os acordos tem ficado apenas no papel.

Enquanto isso a população do Igarapé-Miri segue clamando por segurança paz da “Terra do Açaí”.

Anúncios

Um comentário sobre “VIOLÊNCIA VOLTA A COLOCAR IGARAPÉ-MIRI NA MÍDIA ESTADUAL

  1. GGIM, eu gostaria de saber o que essa sigla representa e o que significa. Mas vou continuar meu comentário dizendo que, Igarapé-Miri para os olhos do Governo do Estado não é município emancipado e nem possui Comarca, para eles somos somente mais um vilarejo que não merece ser lembrado, ou seja, totalmente esquecido, mas na época da política os quase 50.000 votos são lembrados pelos nossos Deputados Estaduais. Entretanto, suas atuações não passam de ridículas, na segurança pública nem se fala, para eles um Município com mais de 60.000 habitantes merece ter um Dep. de Polícia, coisa que deveria estar para atender vilarejos com mais ou menos 1.000 pessoas, mas como não temos representantes dignos do povo que os elegeu amargamos esse tipo de situação. Lamentável!!!

Os comentários estão desativados.