J. SANTIAGO REFLETINDO POLÍTICA: O GRANDE CONLUIO

montesquieu

O GRANDE CONLUIO.

O conluio é a combinação entre duas ou mais pessoas para prejudicar outrem. E o que vemos na política brasileira é apenas conluios ocorrendo em todas as instâncias, seja ela no âmbito, do legislativo, executivo e infelizmente vemos isso ocorrendo também no Judiciário, onde todos se juntam para interferir contra um único ponto: a sociedade brasileira.

O país passa por uma enorme recessão política e esta tem como reflexo a recessão econômica, porque desde que o Congresso Nacional e o Legislativo se envolveram em escândalos financeiros, nada mais foi votado em prol do desenvolvimento do país ou para resolver os problemas da população. E em alguns casos, vemos membros do nosso Supremo Tribunal Federal dar claramente indícios de que agem de forma paternal para com alguns políticos.

Os nossos políticos, chegaram a um nível de descrédito tão grande que até hoje não se havia visto. O governo que saiu grita a plenos pulmões que houve um golpe contra ele, mas se esquece de falar nas pessoas que dele participaram são os que agora governam e que juntos chegaram ao poder. Sem falar também na grande quantidade de políticos do antigo governo enfiados até o pescoço em desvios de verbas públicas, inclusive citados por delatores “premiados“.

Os políticos tidos como de direita, nunca repassaram confiança e sempre colocaram os seus interesses pessoais acima dos cidadãos que pagam suas contas com os seus impostos.

Os da esquerda que pregavam, equidade, honestidade, lealdade, para com o povo pobre, se mostraram mais danosos que os que lhes antecederam. Segundo a Veja, o Brasil já repassou US$ 6 bilhões às ditaduras comunistas de Cuba e Angola. E o governo Dilma decretou sigilo a respeito (seria até 2027). Ou seja, beneficiando a população de outros países, enquanto que o Brasil fica sem nada. Isso tudo através dos conluios políticos e pela luta na permanência do poder.

No PSDB, existem 14 escândalos envolvendo Aécio Neves e seus aliados, o mesmo ocorrendo com toda a cúpula do PMDB, o que leva a crer que nossos políticos não podem falar mal da conduta de seu adversário partidário porque são todos iguais, ou seja, praticam as mesmas falcatruas e são igualmente corruptos.

É tão aberrante a corrupção através dos conluios políticos, que eles (os políticos) se unem independente de sigla partidária, pois o único prejudicado é o povo que paga os impostos e não possui nenhum dos direitos que lhe são devidos segundo a Constituição. Entretanto nossos políticos atuais, não tem respeito pelo povo, só o reconhecendo como numero (eleitorado) gabando-se ao dizer, eu fui eleito com 74 milhões de votos ou outro número qualquer. Ou pior, “fui eleito por vários mandatos e o povo confia em mim”. O povo que deveria ser o dono do mandato é apenas um número, uma estatística.

Segundo Montesquieu (2005, p.223), o poder de julgar era dos centúnviros, dos reis e dos cônsules que possuíam poder militar, mas como suas decisões eram muitas vezes exorbitantes e em determinados momentos alheios às formas de justiça, seus atos acabaram provocando o aparecimento da Lei Valeriana, que impedia os cônsules pronunciar uma pena contra o cidadão e estes, não puderam mais atribuir pena que o colocasse em perigo de vida de alguém contra a vontade do povo.

Nesta tão anunciada reforma política não deveríamos lutar para implementar a nossa “Lei Valeriana”, para que nossos representantes políticos não criassem leis que são contrarias a vontade do povo, como: salários absurdos para parlamentares e juízes, aposentadoria precoce para políticos, ajuda de custo para coisas pessoais como paletó, auxilio moradia, gasolina, passagens aéreas, entre tantas coisas que os políticos usufruem do dinheiro publico? E além disso, ainda se combinam para saquear empresas que são patrimônios desse mesmo povo?

Tenho a certeza que, se Montesquieu se levantasse agora da sua tumba, morreria outra vez de infarto agudo do miocárdio, pois ia ver que tudo o que havia imaginado com os três poderes não funcionara como ele imaginara é que na sua época haviam mais homens sérios do que corruptos, hoje existe o contrario, mais corruptos do que homens sérios.

Os políticos brasileiros, hoje estão em um grande conluio para se beneficiarem e prejudicarem o povo, que é quem os sustenta.

J. Santiago.

Veja o Brasil já repassou US$ 6 bilhões às ditaduras comunistas de Cuba e Angola (disponível em: http://veja.abril.com.br.)
14 escândalos envolvendo Aécio Neves e seus aliados (disponível em: http://www.cartamaior.com.br).
Toda a cúpula do PMDB (disponível em: http://noticias.uol.com.br),
Referência: Montesquieu (FOTO ACIMA). O Espirito das Leis Vol, 1, p. 223.

Anúncios