PREFEITO DE OEIRAS E ESPOSA PRESIDENTE DA CÂMARA SÃO AFASTADOS PELA JUSTIÇA

ely-batista

Esta campanha eleitoral em Oeiras do Pará será diferente de todas as outras, com fortes emoções.

O Prefeito Ely Batista e sua esposa, que é presidente da Câmara foram afastados hoje por ordem judicial.

Em Oeiras já havia ocorrido busca e apreensão por ordem da Justiça a pouco tempo atrás. E broncas na Justiça parece que não faltam por lá.

Ely e esposa comandam os dois poderes e são candidatos à reeleição em 2016.

O grupo de Combate à Corrupção e à Improbidade Administrativa, através do procurador Nelson Medrado é que pediram o afastamento de Ely Marco Rodrigues Batista, e de sua esposa e Malena Gaia Batista.

A acusação é de que teriam contratado serviços e comprado produtos sem procedimentos licitatórios; direcionamento, montagem e fraude em licitações; construção de obras pela prefeitura em substituição a empresa contratadas; beneficiamento de empresas em detrimento do erário; fabricação de nota fiscal; doação de produtos esportivos e materiais de construção sem qualquer amparo legal; compra ilícita em nome de familiares de área do patrimônio público municipal e ainda com preços bem abaixo do mercado.

Essas acusações não parecem diferentes de muitas que se denuncia na Terra do Açaí.

Além disso o Ministério Público apurou que houve a contratação ilegal do filho do prefeito, Josué Gaia Batista. Ele receberia sem trabalhar.

Isso também lembra fatos parecidos que em Igarapé-Miri eram muito comentados.

Diz o MP que foi constatada, ainda, fraude na merenda escolar, com produtos superfaturados, retenção em proveito pessoal de grande parte dos valores que deveriam ser destinados aos cofres públicos, enquanto a maioria dos estudantes de Oeiras ficava sem merenda escolar ou com merenda de forma inadequada. Os desvios são de R$ 74.585.735,08, valor ainda não atualizado com correção monetária e juros.

Mais de 74 milhões em desvios. Se isso for verdade as acusações que pesam contra ex-prefeitos do Miri são de volume ainda maior, pois Oeiras tem menos da metade da população da Terra do Açaí, ou falta ainda apurar mais.

As empresas envolvidas nessa denúncia de Oeiras são:  Andréia Santana Ferreira ME, Coelho e Borges Comércio e Serviço e Serviço de Construções; S.M.S Costa Serviços de Construções Eirelli-ME; M.A Moraes Comercio; ZM Pantoja, R. F. Silva – EPP, Tapajós & Santos Ltda.-EPP e André e Oliveira Distribuição Ltda.; In de Campos Damasceno-EPP, ASPAM-Construções e Serv. Ltda, Amazon Construções e Serv. Ltda, Pará Papel Com, Serviços Ltda. e Nova Era e Iveraldo Nazaré de Campos Damasceno – EPP. Secretários municipais também foram denunciados.

Vejam a nota publicada no site do MP/PA sobre esse caso:

afastamento Ely Batista

afastamento Ely Batista 2

Resta saber como ficará a campanha por lá. Falta só um mês para a eleição e se o afastamento dos cargos permanecer até lá, poderá ser um desastre para os planos do prefeito e da esposa.

Anúncios