FESTA DE SANT’ANA 2016: SUCESSO DO INÍCIO AO FIM

final da festa de santana

A Festividade de Sant’Ana tem mais de três séculos e este ano Igarapé-Miri está mais uma vez de Parabéns.

Os 302 anos da Padroeira dos Mirienses foi comemorado de forma intensa.

Desde o dia 15 de julho, com os primeiros atos, até os fogos na noite do dia 26, tudo ocorreu bem e com méritos para a Paróquia de Sant’Ana, mais uma vez.

final da festa de santana 03

As missas, os cantos, as procissões e as apresentações musicais foram bem produzidas e animaram o povo católico, mas mobilizaram todo o município.

A participação do povo foi considerável e mais uma vez se provou que “A Festa” é popular.

Um grande número de doadores, anônimos ou não, ajudaram a bancar os custos da Festividade, que em valores extra-oficiais supera 150 mil reais. No entanto movimenta a economia da cidade em alguns milhões e ajuda o comércio em geral.

final da festa de santana 04

A visita novamente da imagem peregrina de Nazaré juntou duas das grandes devoções dos paraenses.

O SANTANA MUSICAL promoveu a música católica, mostrando o talento e a capacidade de nossa juventude. E também serviu de palco para os artistas Mirienses e bandas locais. Finalizou com chave de ouro com a Orquestra da UEPA.

A concha acústica que foi construída na gestão do Padre Jucelino começou a dar mais frutos neste ano e o Santana Musical promete se consolidar na área aberta do largo, levando música boa e de qualidade de forma gratuita ao povo.

Parabéns aos Mirienses, aos nossos Padres, ao povo católico e a todos que fazem a Festa de Sant’Ana ser um dos melhores momentos do ano para nossa cidade.

De outro lado, não se viu incidentes graves ou queixas maiores também nas festas profanas, que foram muitas e diversificadas.

O Projeto Meio Dia se firmou na quinta edição, trazendo atrações e mostrando a força da cultura Miriense que culminou com a apresentação de Dona Onete e o reavivamento do Grupo Tropical.

O Centro Cultural serviu de palco para festas do povo evangélico com atrações nacionais, como Fernanda Brun.

E também serviu para a alegria dos que gostam de dançar, inclusive com o Forrozão Tropicália.

Pouco se falou de violência. E até a mudança do calendário eleitoral ajudou, pois a disputa política mais acirrada ficou para agosto. Apesar de que o tema da festividade é muito político: “CASA COMUM, NOSSA RESPONSABILIDADE”.

A casa comum é a nossa cidade. E é nossa responsabilidade cuidar. Ser responsável é cuidar do lixo, das ruas, dos espaços públicos, das leis, do dinheiro público, do combate à corrupção, enfim…da nossa política.

Pequenos problemas de energia elétrica (pra variar), críticas da coleta ou acondicionamento do lixo, problemas no trânsito e ocupação das calçadas sempre são comentados, mas não interferiu no ânimo dos romeiros.

É possível então afirmar que a Festa de Sant’Ana foi sucesso do início ao fim.

E que venha 2017…

final da festa de santana 02

Anúncios