MM LOBATO COBRA 661 MIL DA PREFEITURA POR CALOTE DE PÉ DE BOTO E TONINHO PESADO

A situação da Prefeitura de Igarapé-Miri passou de grave para caótica faz tempo.

Problemas judiciais se avolumam e dívidas e broncas sobram. A cada dia uma nova batalha judicial inicia e as queixas chegam de todos os lados.

Não deixar piorar já é vitória. Avançar e solucionar alguns problemas é realmente tirar leite de pedra. Daí tanta comemoração pela inauguração do Complexo de Feiras e Mercados. E alívio dos salários dos servidores não estarem atrasados.

Hoje a Prefeitura Miriense foi citada pela Justiça para pagar em 15 dias o valor de R$661.314, 12. Tal cobrança partiu da empresa MM LOBATO que alega que vendeu medicamentos na gestão Pé de Boto e Toninho Pesado, mas não recebeu todo o dinheiro que seria devido.

No popular, levou calote do Boto e do Pesado.

Quem vai pagar essa conta ?

O povo todo e quem sofre mais são aqueles mais mais humildes, que precisam de saúde pública.

A empresa MM Lobato alega que foi contratada em 3 ocasiões para fornecer medicamentos para a Prefeitura, em 2013, 2014 e 2015.

Em 2014 essa mesma empresa foi alvo da OPERAÇÃO FALSO PATUÁ. O Procurador Nelson Medrado conseguiu ordem judicial para investigar a tal empresa e Pé de Boto, com a acusação de fraudes em procedimentos licitatórios. E fez buscas e apreensões.

Se Toninho Pesado já sabia dessa bronca, qual o motivo de voltar a comprar da empresa MM Lobato que já era investigada na Falso Patuá ?

Na prefeitura só apareciam as notas cobrando por remédios. Não existe qualquer processo licitatório que autorizem essas compras no TCM. Seja na gestão Pé de Boto ou Toninho Pesado.

Ficam sempre as perguntas: OS MEDICAMENTOS FORAM ENTREGUES ? FORAM USADOS PELA POPULAÇÃO ?

Alguns milhões de reais foram pagos. A empresa está cobrando o que alega que faltou. O Ministério Público Federal até denunciou a MM Lobato e Pé de Boto por um rombo de R$1.272.295,68 ( veja matéria do GM em 13/05/15: https://gazetamiriense.wordpress.com/2015/05/13/mpf-denuncia-rombo-de-1-272-29568-de-pe-de-boto-e-mm-lobato/)

Com 661 mil reais seria possível terminar a UPA e a Creche da Boa Esperança. Duas obras que ficaram sem conclusão e que são importantíssimas para o Igarapé-Miri.

A prefeitura tem 15 dias para pagar esses 661 mil ou iniciar uma longa disputa judicial contra essa grande empresa, que certamente sabe que não poderia vender sem licitação e os procedimentos legais. Se perder, essa dívida pode aumentar e muito com honorários, correções, juros e custas.

Essa conta deveria ir para Pé de Boto e Toninho Pesado. Eles que foram os responsáveis pela suposta contratação ou pelo calote. E o Ministério Público deveria pedir  condenação criminal dos dois por fraude no processo licitatório, apesar que um já está foragido desde julho de 2015.

A campanha se aproxima. Já temos 14 querendo chegar na Prefeitura. É bom que eles também saibam o que vão assumir a partir de janeiro de 2016 e já comecem a pensar em soluções.

Vejam a decisão judicial:

CITACAO COBRANÇA 661 MIL MM LOBATO

CITACAO COBRANÇA 661 MIL MM LOBATO 02

E o pedido da Empresa MM LOBATO:

ACAO MONITORIA MM LOBATO 01

ACAO MONITORIA MM LOBATO 02

ACAO MONITORIA MM LOBATO 03

Anúncios