LIDERANÇAS DE VILA MAIAUATÁ COBRAM RESPOSTAS SOBRE SITUAÇÃO DA PA 407

Cerca de 100 pessoas estiveram reunidas na Barraca de Nazaré em Vila Maiauatá/Igarapé-Miri, na noite da última segunda feira 04 /07, para discutir sobre a atual situação da Rodovia PA 407 que liga a Vila à sede do município. Os moradores não aguentam mais o descaso do governo do Estado que não consegue dar respostas ao problema da estrada que recentemente foi batizada de Rodovia do açaí (já que por ela passam grande parte da produção que abastece o Estado do Pará e o mercado nacional/internacional).

No mês de junho a imprensa estadual divulgou matéria sobre um acidente na citada rodovia após rompimento de umas das pontes de madeira, causando enorme transtorno da vida dos que diariamente trafegam na estrada,  além de acrescimento temporário de R$ 1 real no valor das passagem em combis que operam o transporte diários de passageiros na rodovia.

Os moradores prometem interditar a PA 151 (trecho da maromba) até que o governo do Estado dê resposta satisfatória as moradores.  Manifestantes reforçaram que a mobilização  será conduzida por entidades religiosas, professores, cooperativas, sindicatos, associações, comerciantes entre outros segmentos.

A ideia é que a exemplo do que se fez na cidade com Movimento 3 de maio (que mobilizou a sociedade para cobrar segurança) também se consiga a adesão de todos os comerciantes da Vila que assim serão convidados a fechar seus comércios e lojas nesse dia.

No inicio do ano uma comissão formada pelo Prefeito Roberto Pina e vereadores do município esteve em Belém cobrando do governo do Estado  respostas para o problema. Logo depois um edital foi publicado pelo governo do Estado no Diário Oficial no dia 04 de abril com abertura de licitação para a construção das  7 pontes em concreto, conforme matéria publicada no GM.

O cronograma  previa  para o mês de  junho inicio das  obras da construção das pontes, mas até agora não se tem respostas sobre o caso.

Moradores cobram aceleração no processo licitatório pois não aguentam mais sofrer diariamente com os riscos de acidente na estrada além da dificuldade do escamento da produção do açaí.

13537736_493668867488370_4898473448552682858_n.jpg

(Padre Denis Lima se pronunciando. A mesa estava composta também por lideranças das igrejas: Adventista do 7º dia, Filadélfia do Brasil, Assembleia de Deus, Igreja Missionária, além de representante da cooperativa de transporte e representante das comunidades ribeirinhas)

13599800_493668804155043_877419051269003939_n

População lotou Barraca de Nazaré durante a reunião

 

Anúncios