CARAVANA PELA PAZ: MIRIENSES VEM PEDIR SOCORRO E SEGURANÇA EM BELÉM

SOCORRO

O fim de semana violento em Igarapé-Miri mobilizou os mototaxistas que pediram ao Prefeito Roberto Pina para virem a Belém pedir SOCORRO. Uma das vítimas (o jovem Leandro) era mototáxi e foi assassinado. E não é o primeiro, muitos outros já morreram nos últimos anos exercendo essa profissão, tanto em Igarapé-Miri como no Estado do Pará.

O prefeito veio a Belém ontem às pressas e conseguiu apoio de deputados estaduais na ALEPA e do próprio Presidente Márcio Miranda, que agendou audiência com o Secretário de Segurança Pública amanhã em Belém às 11:00 hs.

A Secretaria de Segurança Pública fica localizada na Rua Arcipreste Manoel Teodoro 305, no bairro da Batista Campos.

O programa Bom Dia Igarapé-Miri divulgou mensagem do prefeito convocando para o ato e pedindo apoio de todos os Mirienses, mesmo aqueles que residem em Belém.

Sairá uma caravana a partir de 06:30 hs da Praça da Prefeitura com destino a Belém, com bandeiras do Miri, do Pará, do Brasil ou brancas para pedir PAZ na Terra do Açaí. Pelo menos 5 ônibus foram disponibilizados para o transporte daqueles que queiram participar.

Se espera que este ato, com o maior número de pessoas sensibilize o Secretário e Governador do Estado para a situação de Igarapé-Miri.

O Município anos atrás não tinha uma Delegacia e foi motivo de diversas denúncias pelo improviso. Mas o prédio foi construído e hoje pode abrigar policiais e presos.

Não tinha quartel da PM e foi construído com a ajuda de muitos Mirienses, pois a prefeitura doou terreno, mão-de-obra e diversas pessoas doaram materiais e utensílios para o funcionamento do atual prédio que abriga a PM nas proximidades da ponte da Maromba.

Hoje faltam policiais. A PM tem efetivo total em Igarapé-Miri de 20 a 21 policiais, sendo que por escala de rodízio, no máximo 7 ficam de plantão a cada dia por 24 horas.

Esses mesmos policiais atuam em todo o Município, incluindo grandes polos urbanos, como Vila de Maiauatá, Icatú, Meruú e demais localidades distantes da sede. São mais de 60 mil habitantes e um município maior que muitos estados e até países do mundo.

A Polícia Civil tem no máximo 2 policiais efetivos por dia e mais o Delegado.

Todos eles precisam de férias, descanso, folgas, licenças e muitas vezes adoecem.

EDITADA Dr Amarildo Guerra(1)

Igarapé-Miri estava sem Promotor de Justiça e era atendido por alguns dias da semana por membros do MP que atuam em Abaetetuba. Mas felizmente foi nomeado o Dr. AMARILDO DA SILVA GUERRA (foto acima) que já está atuando na Comarca Miriense como titular.

A promotoria é extremamente necessária, especialmente para denunciar crimes, já que aos Promotores compete instaurar Ações Penais e pedir medidas protetivas e prisões, além de outras ações de fiscalização, até mesmo da Polícia.

E a violência é um drama social que necessita de união para resolver o problema, pois atinge a todos, de qualquer partido, religião, credo, cor, nacionalidade, idade e sexo.

Nenhum de nós está livre de ser assaltado, roubado e assassinado.

Os mototaxistas de Igarapé-Miri hoje buscam apoio do Poder Público sentindo a falta do colega morto e ainda tristes pelo fato, mas sabendo que se nada for feito a fila vai andar ainda mais, atingindo a categoria e muitos outros habitantes da cidade.

Uns vão criticar o ato por ter envolvimento do prefeito. Outros vão criticar se os vereadores se fizerem presentes. Outros vão arrumar um outro motivo ou justificativa. Mas o cargo deles não está em jogo neste momento e sim a proteção de uma cidade.

Vamos ver se essa ação tem frutos e deve se buscar todos os meios para esse objetivo, mesmo que pra isso os políticos deixem de lado seus interesses pessoais.

Se não der certo quem sabe uma greve de fome do prefeito e vereadores em frente ao Palácio do Governo possa chamar a atenção para o sofrimento da população.

Ou ação judicial para obrigar o aumento do efetivo policial.

Tudo deve ser tentado, pois não se pode tolerar a omissão.

Anúncios