OPERAÇÃO FALSO PATUÁ: JUSTIÇA NEGA SOLTURA DE RUZOL

RUZOL E BOI

Hoje completam 2 meses da prisão de Ruzol e Everaldo (Boi), após ordem de preventiva derivada da ação penal originada na Operação Falso Patuá (fotos acima divulgadas pela Polícia Civil do Pará).

Ruzol ingressou com Habeas Corpus no TJ do Pará, mas a liminar foi negada no dia 11 de setembro em decisão da Desembargara Maria Edwiges:

HC RUZOL 01

NEGATIVA LIMINAR HC RUZOL

A Polícia Civil não deu mais informações sobre o caso e nem o Ministério Público, após divulgarem que Pé de Boto estava foragido.

A decisão no HC de Ruzol Gonçalves será no pleno das Câmaras Criminais Reunidas do TJ do Pará e poderá ocorrer após a manifestação do Ministério Público, ainda este ano. E se for negado ainda caberá recursos ao STJ e ao STF.

Anúncios