AMBULÂNCIA DO SAMU FOI ABANDONADA EM OFICINA DE BARCARENA DESDE 2013

Um péssimo exemplo de irresponsabilidade com a Saúde Pública de Igarapé-Miri é o que vamos relatar nesta postagem. É difícil acreditar que gente que diga que gosta de nossa cidade e de nosso povo tenha cometido tamanhos absurdos.

Em 2010 a SESPA entregou por contrato de concessão um veículo para ser utilizado como AMBULÂNCIA pelo Município de Igarapé-Miri, na gestão Roberto Pina.

O veículo foi devidamente regularizado e utilizado até o ano de 2012 e de 2013 em diante, na gestão Pé de Boto e tendo como Secretário Jefferson Mácola nem sequer o licenciamento foi providenciado. É o que informa o DETRAN:

image-7

No ano de 2013 a Ambulância foi levada não se sabe por quem e com que autorização para uma oficina em Barcarena.

A atual gestão procurou informações sobre o veículo e notificou a empresa AUTOCAR para devolver o veículo. Mas a empresa cobra hoje o conserto (que não se sabe se foi realizado) estimado em R$28.053,37.

A empresa enviou orçamento cobrando ainda o valor da estadia do veículo no pátio da oficina, no quantitativo de 730 diárias, no valor unitário de R$: 50.00, totalizando R$ 36.500,00.

A Prefeitura teria que pagar quase 65 mil reais para reaver o veículo, que hoje não se sabe se custa esse valor no mercado, pois foi fabricado no ano de 2010.

A Assessoria Jurídica já adotou providências para a devolução do bem e apuração de responsabilidades.

Enquanto isso o Hospital não tem ambulância e o Município tem que pagar um alto custo para o transporte de doentes para a capital do estado.

Vejam os dados obtidos pelo GM relativos ao orçamento da ambulância que servia ao SAMU:

image-3

image-6

image-9

image-12

image-15

image-24

image-30

Seria justo o Prefeitura pagar pelo desleixo de vários gestores que passaram nestes últimos anos, sucatearam a ambulância e a abandonaram numa oficina fora do Município ?

Nem sequer um ofício foi encaminhado para a empresa pedindo orçamento, muito menos foi iniciado qualquer procedimento licitatório para o conserto do veículo.

Passaram vários Secretários de Saúde após Jefferson Mácola e nenhum deles também adotou qualquer medida para reaver o bem e buscar uma solução para o problema.

O GM recebeu informações de que foi notificada a empresa AUTOCAR para devolver o veículo, pois ele pertence ao Município e está indevidamente estacionado naquela empresa.

E após a devolução será enviado para conserto.

E dizem que tem estórias ainda mais cabeludas de desvio de dinheiro público e irresponsabilidades sendo apuradas.

Vamos esperar que atos dessa natureza não se repitam…

Anúncios