ALIANÇA DE PÉ DE BOTO E TONINHO RACHOU O PMDB

pmdb rachou

O PMDB é certamente o partido mais tradicional de Igarapé-Miri.

Fez história nos anos 80 e 90 e conseguiu eleger Danda e Paixão, além de muitos vereadores.

Hoje a maior bancada de vereadores ainda é do PMDB.

No entanto, nem tudo é mil maravilhas por lá. Danda perdeu a gerência do partido depois de muitos anos e várias de suas lideranças foram morrendo ou migrando.

Faz tempo que o PMDB não consegue eleger um Prefeito Miriense. A última que disputou pela legenda foi DILZA PANTOJA. Ele se elegeu pelo PFL-25 (que virou Democratas) em 2004, mas não se sabe como conseguiu o apoio de Jáder e foi de mala e cuia para o PMDB.

Foi assim que concorreu em 2008 e perdeu a eleição para Roberto Pina, mas recebeu votação expressiva (12.517 votos), Pina levou com 15.485 e Pastor Amorim ficou com 930, sendo que Mário Leão foi impugnado e seus votos foram anulados.

Francisco Pantoja se elegeu vice de Pina pelo PTB-14, mas logo também se agasalhou no PMDB, sendo que Dilza foi preterida da liderança e migrou para o PSD juntamente com seus aliados.

Em 2012 o PMDB disputou a vice-prefeitura com o PT (Pina e Francisco), mas foram derrotados por Pé de Boto. Mas conseguiu eleger 3 vereadores, sendo que pelo menos dois deles apoiaram a campanha adversária (Pé de Boto), como Nenca (1234 votos) e Toninho (902 votos).

Por coincidência, a soma dessa votações de Nenca e Toninho fez diferença de disputa entre Pé de Boto (18.616) e Pina (16.031).

Francisco se manteve no PMDB e ganhou destaque no comando da campanha de Helder em 2014. Com isso ganhou a renovação na Presidência do partido e com a cassação de Pé de Boto e Edir passou a pleitear sua candidatura, apoiado pelo deputado estadual Iran Lima.

Assim ficou a composição do 15 ­ PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO

Órgão Partidário: Comissão Provisória MUNICIPAL ­ IGARAPÉ-­MIRI/PA

Vigência: Início:28/01/2015 Final: 28/04/2015 Protocolo: 26482015

Endereço: AV. SESQUECENTENARIO, S/N Bairro: CIDADE NOVA CEP: 68.430­000 Complemento: CNPJ: 03.717.919/0001­99

Cargos: PRESIDENTE FRANCISCO VITOR DE SOUZA PANTOJA 28/01/2015 a 28/04/2015 MEMBRO GELFFSON BRANDÃO LOBO 28/01/2015 a 28/04/2015 MEMBRO JOSE ROBERTO SANTOS CORREA 28/01/2015 a 28/04/2015 MEMBRO MARIA NORMA FERREIRA DE SOUZA 28/01/2015 a 28/04/2015 MEMBRO RONELIO ANTONIO RODRIGUES QUARESMA 28/01/2015 a 28/04/2015

Na disputa para a Câmara dois candidatos do PMDB foram para o embate no primeiro round. Francisco ficou com Nenca e depois apoiou Rufino com a anulação da primeira votação.

Mas em queda de braço com Toninho, apoiado por Simone Morgado, lhe deixou sem a indicação. Toninho assim ficou livre para ser o candidato oficial, já que tinha o cargo de Prefeito obtido por apenas um voto de diferença no parlamento, de outro do PMDB, o vereador Santury.

Quando se imaginou que poderia ocorrer uma chapa de união no PMDB durante a convenção, Toninho preferiu se unir com Marcelo Correa e Pé de Boto.

Dizem que Francisco poderia até admitir a aliança com Marcelo Corrêa (PR), mas não tinha como se juntar a Pé de Boto, que lhe teria feito até ameaças  de morte em 2012 e que lhe criticou duramente na campanha passada.

Francisco Pantoja ficou sem opção e mesmo sendo o Presidente do PMDB passou a apoiar Roberto Pina, levando consigo um grupo de apoio, que engloba filiados também de outras legendas, como é o caso de Fuxico, que ainda preside do Democratas.

É o que se viu ontem no Comício da Vila de Maiauatá com a presença do Senador Paulo Rocha e em vários outros eventos:

FCO E PAULO ROCHA E PINA

Assim, o PMDB rachou….

Hoje o grupo de Toninho, Nenca e Gel estão no comando do partido. Francisco e Norma declararam apoio a outra candidatura e não se sabe se serão expulsos do PMDB ou se vão pedir para sair.

BOTO...NENCA E RUFINO

Se Toninho ganhar a eleição é certo que terá o comando da legenda. Se perder, não se sabe se pode ter reviravolta na legenda.

 

Anúncios

2 comentários sobre “ALIANÇA DE PÉ DE BOTO E TONINHO RACHOU O PMDB

  1. Olhem, como é difícil acompanhar essa movimentação de pessoas entre Partidos, Coligações e Eleições; só vejo essa envergadura analítica no GM / aliás, partidos são a ponta fraca na cena eleitoral em Igarapé-Miri, pois os líderes (ou “caciques”) dão a tônica nessa locomotiva. O caso do PMDB, entre 2008 e 2015, está, de fato, se tornando hilário.

  2. Só para refrescar a memória dos nossos leitores, as duas últimas eleições municipais que o PMDB foi vitorioso aconteceram: a penúltima em 1982 quando Manoel da Paixão e Silva foi eleito. A última foi em 1988. Desta feita, o grande vitorioso foi Raimundo Danda Lima da Costa. Todos os dois ex-prefeitos são falecidos.

Os comentários estão desativados.