TRIBUNA POPULAR DE ABRIL: ALGUMAS PEÇAS DA ELEIÇÃO

4 CANDIDATOS NA SUPLEMENTAR TP

Destacamos um trecho da Edição de Abril do Jornal Tribuna Popular que trata das composições políticas e apoios na eleição suplementar. O TP já está circulando nas ruas da cidade. Comprem e leiam, pois certamente é de bom conteúdo.

Vejam o relato acima sobre as quatro candidaturas e uma análise política que também é destaque no Blog Poemeiro do Miri do Professor Israel Araújo:

ALGUMAS PEÇAS DE ELEIÇÃO

Não, na verdade não são peças, são projetos partidários ou organizações de plantão. Podem ser ações de laboratório ou outras similares. O certo é que há muitos nomes postos para o povo miriense apreciar e decidir quais dois desses muitos irão governar Igarapé-Miri por uns 18 meses ou muito menos que isso. Rejeitado pelo Povo (que o trocou por Ailson Pé de Boto), Roberto Pina (PT) terá como vice a Ver.Carmozinha (PV), mulher de cinco mandatos. É uma costura que já vem de mais de trinta anos de militância comunitária/cristã; o atual presidente da Câmara e, logo, Prefeito Interino (o sétimo, desde 01/01/13), Ronélio Quaresma (Toninho – PMDB), terá como vice o contadorMarcelo Corrêa (PR). O atual prefeito está em seu terceiro mandato de vereador, representante, assim como Pé de Boto, da castigada Vila Maiauatá, um dos mais bonitos lugares desta terra; já Marcelo foi contador de Pé de Boto por uns poucos tempos. O ex-vice-prefeito Joca Pantoja (PPS) fechou parceria com o pastor presidente da Assembleia de Deus em Igarapé-Miri (Adoniel Sozinho) e terá como candidato a vice-prefeito o sr. Antoniel Miranda, ex-dirigente da Umadim (organização que congrega jovens da citada igreja). A irmã da ex-prefeita Dilza Pantoja, Darlene Pantoja (PSD), ficou com a Ver. Dalva Amorim (PTB) na condição de vice na chapa: uma possível repetição de blocão para tentar derrotar o petista Roberto Pina, tal qual em 2012, ficou em suspenso.

O resultado de 2012 pode não indicar muita coisa acerca de uma possível reedição dessa estratégia, mas é sabido que Toninho “Pesado” foi da base de apoio a Pé de Boto, até se tornar prefeito interino, em janeiro último. O “grupo de Dilza” também o era, mas depois se separou de Boto. Nayara Pantoja (PSD) foi cassada e perdeu mandato e vaga na Mesa da Câmara; Edir Corrêa (PSD) foi vice-prefeito de Pé de Boto, até setembro/outubro de 2014, mas chegou a registrar Boletim na polícia informando que foi ameaçado de morte pelo Sr. Amaral, ainda em 2013. As forças “de cima” são grandes no que concerne a Roberto Pina (deputados federais, senador Paulo Rocha, alianças que apontam para o governo federal e outras) e Darlene Pantoja (governador Jatene, Helenilson Pontes, Ana Cunha, Nilson Pinto, Flexa Ribeiro e outros). Joca Pantoja tem o vice-governador Zequinha Marinho (PSC), Arnaldo Jordy (PPS) e Raimundo Santos (PMN) entre seus principais alidos e Toninho “Pesado” tem o Senador Jader Barbalho (PMDB) e a dep. Simone Morgado (PMDB) entre suas principais cartas na manga, mas as apostas ficam por sua conta… e risco.

Até mais.

(Matéria de Israel Araújo – Blog Poemeiro do Miri)

Anúncios