DIÁRIO DO PARÁ: A ELEIÇÃO EM 17 DE MAIO

O Jornal Diário do Pará deu destaque hoje para a Eleição Suplementar Miriense no dia 17 de Maio.

A grande mídia deve ir dando mais espaço para essa notícia e se o Município for o único a ter eleições em Maio deverá ganhar ainda mais visibilidade na política do estado.

Esse fato pode ter algum ganho para os Mirienses.

De um lado o Diário do Pará vai continuar tocando na aliança Jatene/Pé de Boto, pois sempre liga a notícia da prisão e das denúncias com o ex-prefeito ao fato de que ele seria o “coordenador da campanha do governador” em 2014.

Do outro o Jornal O Liberal vem dando destaque para o caso, sem qualquer vinculação com Jatene, mas mostrando o quadro das idas e vindas de gestores e repercutindo o que é repassado pelo Ministério Público.

A tendência agora é que passem a informar quais são os candidatos, quais são os problemas do município e sua realidade. E logo vão aparecer mais e mais políticos apoiando um ou outro candidato, fazendo mais promessas de ajuda com emendas parlamentares, projetos, etc, etc…

Poderá ser uma boa oportunidade de levar essa visibilidade para ações concretas, tudo vai depender de como nossos políticos vão conduzir suas campanhas e de como a sociedade vai encarar essa nova eleição.

Vejam a matéria do Diário do Pará:

DP ELEICAO EM 17 DE MAIO

A suplementar também foi divulgada hoje no maior Blog da Capital, da Franssinete Florenzano (Uruatapera), que destaca ainda informações sobre os processos contra Pé de Boto.

A informação de que não tem juiz na Comarca é que parece equivocada. Pelo que se sabe temos Juiz Titular desde 2014, o Dr. Eduardo Freitas. E não se tem notícia de qualquer problema no Fórum e na Zona Eleitoral Miriense que possa impedir o andamento da ações judiciais ou do próprio pleito eleitoral.

Vejam a matéria:

Eleição em Igarapé Miri será em maio

O TRE-PA vai realizar nova eleição  para prefeito e vice-prefeito do município de Igarapé-Miri no dia 17 de maio de 2015. A data do pleito foi escolhida de acordo com características técnicas e observância da portaria 658/2014 do Tribunal Superior Eleitoral, que estabelece o calendário para eleições suplementares em 2014 e 2015. O voto é obrigatório para todos os eleitores de Igarapé-Miri com mais de 18 e menos de 70 anos. 

Igarapé-Miri fica na região Nordeste do Pará, a cerca de 140 Km da capital e tem 44.994 eleitores distribuídos em 41 locais de votação e 139 sessões eleitorais. O ex-prefeito de Igarapé-Miri, Ailson Santa Maria do Amaral, o “Pé de Boto”, foi cassado em processo eleitoral e denunciado como chefe de um grupo de extermínio com atuação nas regiões do Tocantins e Metropolitana. Recentemente, a competência para a apreciação da denúncia criminal contra o ex-prefeito e outros 11 acusados, incluindo policiais militares, foi transferida da Vara de Combate ao Crime Organizado, em Belém, para o Tribunal do Júri de Igarapé-Miri. O Ministério Público recorre da decisão, considerada prejudicial e retardatária à efetiva aplicabilidade da Justiça, já que Pé de Boto mantém o poder na região, capaz de usar de pressão para interferir no andamento do processo e na sentença, o que foi dito pelo procurador de Justiça Nelson Medrado. Recentemente, o deputado federal Edmilson Rodrigues(PSOL) pediu ao presidente do TJE-PA, desembargador Constantino Guerreiro, o desaforamento do Júri para Belém, a exemplo de todos os outros nas mesmas circunstâncias que tiveram esse tratamento pelo tribunal, e solicitou audiência aos ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e à ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti, a fim de tratar da retomada do convênio para a viabilização dos recursos federais para Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita), a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) e aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH) no Pará. Para se ter uma ideia, nem juiz titular há no município. Nenhum aceita a designação, todos temem pelas próprias vidas.  O TRE-PA afirma que está tomando todas as providências para garantir a segurança do pleito.

 

Anúncios