FOLHA DA SAÚDE CUSTA QUASE 1MILHÃO DE REAIS POR MÊS

CPI DA SAUDE

A CPI da Saúde foi divulgada na semana passada, mas na última quarta não houve qualquer andamento por falta de vereadores na sessão.

O Presidente da Casa Legislativa, vereador Nenca, abriu prazo até amanhã para os partidos indicarem membros para compor a tal Comissão Parlamentar de Inquérito.

Se for pela disposição que se viu nesta Legislatura, muito pouco se pode esperar.

Mas o GM recebeu a folha da Saúde do mês de agosto de 2014 e pode dar alguma contribuição.

São 3 folhas de pagamento geradas na Secretaria de Saúde, uma de efetivos, outra de temporários e outra de prestadores de serviços. Vejamos no mês de Agosto de 2014:

PRESTADORES DE SERVIÇOS – 61 CONTAS – TOTAL : R$ 259.594,67

EFETIVOS – 436 CONTAS –                                    TOTAL : R$525.509,27

TEMPORÁRIOS – 99 CONTAS                               TOTAL : R$122.842,32

TOTAL DO MÊS DE AGOSTO: R$ 907.946,26

Seriam 506 servidores, mas o número é menor, pois alguns tem dois cargos ou mais, conforme se pode ver na folha Prestadores de Serviços:

Scanner_20141113 (3)Scanner_20141113_2

Scanner_20141113_3Scanner_20141113_4

Scanner_20141113_5Scanner_20141113_6

Scanner_20141113_7Scanner_20141113_8

Scanner_20141113_9Scanner_20141113_10

Scanner_20141113_11

Chama atenção nesta lista que alguns valores são altos para os padrões do Município e sem que se tenha condições de atendimento adequado, mesmo que por bons profissionais.

O Dr. Alessandro Jacob Lobato consta na folha com o pagamento de R$43.220,52 na função Médico Cirurgião. O problema não o salário, pois uma vida pode valer muito mais que isso, mas principalmente as condições o Hospital Municipal fornece para que ele possa desenvolver seu trabalho. Quantas cirurgias são realizadas por mês com os equipamentos que oferece o Hospital ou os Postos de Saúde Mirienses ?

O Dr. Vicente de Paulo Correa Cunha atua na função de Médico Clínico Geral com salários de R$ 20.998,29 no mês de agosto, no entanto, os outros médicos clínicos ganham pouco mais de seis mil reais, como é o caso da Dra. Paula Corolina Brabo Monte (R$ 6.183,47) que atua na mesma especialidade. Pode ser que ele atue com plantões ou em mais áreas, mas o Conselho de Medicina limita o número de horas que cada profissional possa trabalhar. O excesso de horas pode causar punições para a Prefeitura e prejudicar o trabalho médico pelo cansaço.

A irmã do prefeito Pé de Boto, Risolinda Santa Maria do Amaral, recebeu R$6.183,47 em agosto no cargo de Enfermeira, mas a sua colega de profissão Silvana de Nazaré Carvalho do Couto recebeu somente R$ 2.706,21 no mesmo mês.

É claro que dependendo de horas extras e outras vantagens os valores de cada servidor podem ser maiores que os demais, no entanto, o Regime Jurídico Único prevê para os servidores do quadro efetivo os mesmos direitos e deveres. Daí que os salários são iguais para as mesmas funções. Já os prestadores de serviços tem contratos diferenciados e com diferentes objetos, o que pode elevar o valor do pagamento.

Outro caso, o Dr. Octávio Perdigão Sinimbú, que é conhecido e renomado médico pediatra Miriense. Ele atende na UBS área técnica RURAL e URBANA e consta na folha também no corpo do técnico do Hospital Sant’Ana como Médico Pediatra de Referência. Recebe assim 3 valores diferenciados por cada uma dessas funções que alcançam mais de 14 mil reais. Será que ele tem condições de fazer um bom atendimento nessas três funções se não lhe for ofertado laboratório de exames ou de diagnósticos das crianças que atende ?

O mesmo se pode dizer do Dr. Francisco Mair Neri dos Santos, médico ginecologista obstetra, que recebe R$ 5.442,74 para atuar na UBS – área urbana. Será que tem condições de realizar cirurgias nas pacientes que atende em Igarapé-Miri ?

E quem vê uma folha de pagamento assim tão elevada, com diversos cargos médicos de diferentes especialidades (cardiologista, fisioterapeutas, pediatra, ginecologista obstetra, clínicos, odontólogos, oftalmologistas, dermatologistas, fisiatra, psicólogo, médico auditor,  cirurgião) imagina que a Saúde Miriense está bem cuidada.

Infelizmente não é isso que ocorre e cabe aos vereadores, ao Ministério da Saúde ou aos que tenham essa obrigação fazer uma investigação para dar as respostas à sociedade.

Anúncios

2 comentários sobre “FOLHA DA SAÚDE CUSTA QUASE 1MILHÃO DE REAIS POR MÊS

  1. MEUS AMIGOS DE PROFISSIONAIS CAPACITADOS O NOSSO MIRI TÁ BEM SERVIDO,MAS INFELIZMENTE A REALIDADE É BEM DIFERENTE.
    SERÁ QUE O PREFEITO OU ALGUM VEREADOR QUANDO ADOECE PROCURA O
    HOSPITAL PRA FAZER SUA CONSULTA?
    É UMA PENA QUE O POVO MAIS HUMILDE ESTEJA PASSANDO POR ESSE MOMENTO DIFICIL EM NOSSO MUNICIPIO.

Os comentários estão desativados.